Toma aqui meus seios

toma aqui meus seios

para tocares com os olhos

vermelhos

de amor eu não sei

mas desejo

e gula

 

toma aqui meus seios

deposita o beijo

guardado

mata a sede

esse lampejo

 

depois me dizes

o que disseram

se foram felizes

em tua boca

 

puros olhos vermelhos

de amor eu não sei

talvez

talvez desejo

 

ou entre ânsia e lampejo

algo assim

inexato

tu sustentas

no olhar

 

quanto a mim

todo o seio

te ofertar

ESTE POEMA FAZ PARTE DO LIVRO "TOMA AQUI MEUS SEIOS". Disponível em:

www.podeditora.com.br

© 2020 por MÁRCIO RABELO. Orgulhosamente criado para quem gosta de ler ou se dedica à educação e às artes.

  • w-facebook
  • Twitter Clean
  • Branca ícone do YouTube