Sobre

Márcio Rabelo escreve poesias, crônicas, contos, ensaios, artigos, romance. É formado em Letras Vernáculas pela Universidade Federal da Bahia, pós-graduado em Língua Portuguesa e mestre em Letras pela Universidade do Estado da Bahia. É ganhador de dois concursos literários promovidos pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SECULT), na categoria “prosa” com os contos Ester (primeiro lugar, 2013) e Três atos de quase amor (terceiro lugar, 2014). Além disso, é professor efetivo de Língua Portuguesa das redes municipal (Salvador) e estadual (Bahia).

Um olhar lançado sobre as coisas como se fosse uma câmera fotográfica flagrando um instante. Esse é o meu objeto, senão minha maneira de trabalho. Fotografada a cena no que ela tem de exterior, os caminhos por dentro. Porque não limito as coisas "fotografadas" ao que é concreto e palpável. Meu objeto de trabalho é um pouco mais amplo porque gosto de lançar o olhar para o que nem sempre é possível ver a olho nu: sensações, ânsias, êxtases, aflições, dúvidas, espírito. Procuro, tantas vezes, conciliar o mundo de fora ao que é íntimo e, claro, sempre que possível, aderir ao social, esse contexto histórico que nos cerca e invade e do qual é difícil escapar ou fingir que não vê. 

QUER SABER MAIS?